FAÇA SUA BUSCA

BUSCA POR CÓDIGO

Lello Miami Portal de Notícias

07.08.2015

Flórida Imóveis Expo - Venda de imóveis na Flórida para brasileiros cresce 26,5%

Flórida Imóveis Expo - Venda de imóveis na Flórida para brasileiros cresce 26,5%

São Paulo - O dólar subiu 15,35% no primeiro semestre de 2015, passando de 2,69 reais em 02 de janeiro para 3,10 reais em 30 de junho. Ainda assim, no primeiro semestre do ano o número de imóveis vendidos a brasileiros no estado norte-americano da Flórida cresceu 26,5%, na comparação com o mesmo semestre de 2014. 

A informação faz parte de um levantamento realizado pela imobiliária Lello, que presta serviços de assessoria a clientes interessados em comprar imóveis em Miami e Orlando, cidades localizadas na Flórida. A variação foi verificada entre as transações realizadas pela imobiliária, mas a empresa não quis revelar exatamente quantas unidades foram vendidas.

De acordo com a Lello, o maior crescimento ocorreu em Orlando, onde as vendas subiram 38% nos primeiros seis meses do ano, ante o mesmo período do ano passado. Em Miami, o aumento no mesmo período foi de 15%.
ADVERTISEMENT

As duas cidades também registraram um aumento na 22% na procura de imóveis por brasileiros no mesmo intervalo de comparação.

Sobre a forma de pagamento, a pesquisa mostrou que 80% dos brasileiros que compraram imóveis na Flórida pagaram o valor à vista, e 20% usaram linhas de crédito dos Estados Unidos.

O valor médio dos imóveis vendidos para os brasileiros foi de 450 mil dólares em Miami e de 250 mil dólares em Orlando, o equivalente a 1,557 milhão de reais e de 865 mil reais, respectivamente.
Insatisfeitos

Demetrio Alkessuani, consultor da Lello Internacional, afirma que o aumento nas compras se deve a dois motivos principais: a insatisfação dos brasileiros com o cenário político e econômico nacional e a expectativa de valorização do mercado imobiliário norte-americano.

"Muitas pessoas estão preocupadas com a economia brasileira e acreditam que comprando imóveis nos Estados Unidos têm um ponto de fuga, caso a situação se agrave no país. Os compradores também acreditam que mesmo com o dólar subindo o mercado imobiliário americano tem boas perspectivas, que compensam o investimento", diz Alkessuani.

Ele afirma ainda que os preços dos imóveis na Flórida têm sido considerado atrativos pelos brasileiros. "É possível encontrar casas de 150 metros quadrados em Orlando por 200 mil dólares, que seriam 692 mil reais. Por esse valor é difícil comprar um imóvel do mesmo tamanho em bairros valorizados do Rio de Janeiro e de São Paulo", diz o consultor da Lello.

Os imóveis comprados por brasileiros em Orlando, segundo Alkessuani, geralmente são localizados em condomínios e ficam próximos aos parques da Disney, uma vez que os proprietários compram o imóvel com o objetivo de passar férias e alugar a casa para turistas nos períodos em que não estão usando o imóvel.

Já em Miami, o perfil dos compradores é diferente: 60% compram para uso pessoal e 40% para investimentos.
Palestra

Nos dias 11 e 12 de agosto, próximas terça e quarta-feira, a Lello realizará um ciclo de palestras para orientar interessados em comprar imóveis nos EUA sobre os processos de aquisição, financiamentos, abertura de empresa, operação de visto e proteção patrimonial.

O evento será realizado em São Paulo, no Flat Transamérica do Jardim Paulista (Alameda Lorena, 473) às 10h, 13h e 16h.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site da Lello.

Fonte: EXAME - SEU DINHEIRO | http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/compra-de-imoveis-por-brasileiros-nos-eua-cresce

VOLTAR PARA PORTAL DE NOTÍCIAS